9 de jul de 2010

joão verde

apenas para constar no arquivo de cotejos disponíveis aqui no nãogostodeplágio, acrescento mais alguns exemplos sobre a origem das espécies, de darwin, na pretensa tradução de "john green", pela editora martin claret.

trata-se de uma montagem de duas traduções diferentes: nos capítulos iniciais, "john green" recorreu ao português joaquim dá mesquita paul;  a seguir e até o final do livro preferiu eugênio amado.

Abaixo transcrevo pequenos trechos iniciais no original em inglês, na antiga tradução de Joaquim Dá Mesquita Paul e na pretensa tradução em nome de “John Green”.

A comparação com o texto em inglês permite ver como a tradução se distancia do original. E, comparando-se as duas traduções em português, vê-se como são quase idênticas, o que indica claramente que a pretensa tradução em nome de “John Green” é apenas uma cópia semidisfarçada da tradução de Dá Mesquita Paul.

1. Original:

The former seems to be much the more important; for nearly similar variations sometimes arise under, as far as we can judge, dissimilar conditions; and, on the other hand, dissimilar variations arise under conditions which appear to be nearly uniform. The effects on the offspring are either definite or in definite. They may be considered as definite when all or nearly all the offspring of individuals exposed to certain conditions during several generations are modified in the same manner. It is extremely difficult to come to any conclusion in regard to the extent of the changes which have been thus definitely induced. There can, however, be little doubt about many slight changes, such as size from the amount of food, colour from the nature of the food, thickness of the skin and hair from climate, etc. Each of the endless variations which we see in the plumage of our fowls must have had some efficient cause; and if the same cause were to act uniformly during a long series of generations on many individuals, all probably would be modified in the same manner. Such facts as the complex and extraordinary out growths which variably follow from the insertion of a minute drop of poison by a gall-producing insect, shows us what singular modifications might result in the case of plants from a chemical change in the nature of the sap.

2. Joaquim Dá Mesquita Paul
O primeiro destes fatores parece ser muito mais importante, porque, tanto quanto o podemos julgar, variações quase semelhantes se produzem algumas vezes em condições diferentes, e, por outro lado, variações diferentes se produzem em condições que parecem quase uniformes. Os efeitos sobre a descendência são definidos ou indefinidos. Podem considerar-se como definidos quando todos, ou quase todos os descendentes de indivíduos submetidos a certas condições de existência durante muitas gerações, se modificam da mesma maneira. É extremamente difícil especificar a extensão das alterações que têm sido definitivamente produzidas deste modo. Todavia, não se pode ter dúvida relativamente às numerosas modificações muito ligeiras, tais como: modificações no talhe provenientes da quantidade de nutrição; modificações na cor provenientes da natureza da alimentação, modificações na espessura da pele e suas produções provenientes da natureza do clima, etc.

Cada uma das variações indefinidas que encontramos na plumagem das aves das nossas capoeiras deve ser o resultado de uma causa eficaz; portanto, se a mesma causa atuasse uniformemente, durante uma longa série de gerações, sobre um grande número de indivíduos, todos se modificavam provavelmente da mesma maneira. Fatos tais como as excrescências extraordinárias e complicadas, conseqüência invariável do depósito de uma gota microscópica de veneno fornecida pelo cínipe, provam-nos que modificações singulares podem, entre as plantas, resultar de uma alteração química na natureza da seiva.

3. “John Green”:

O primeiro fator (natureza do organismo) parece ser muito mais importante. Tanto quanto podemos julgar, transformações quase idênticas se produzem algumas vezes em condições diferentes, e, por outro lado, variações desiguais se produzem em condições que parecem quase uniformes. Os efeitos sobre a descendência são definidos ou indefinidos. Consideram-se como definidos quando todos ou quase todos os descendentes de indivíduos submetidos a determinadas condições de existência durante muitas gerações modificam-se da mesma maneira. [Aqui falta uma frase inteira.] No entanto, não se pode duvidar das numerosas modificações superficiais, tais como modificações no porte provenientes da quantidade de nutrição, modificações na cor provenientes da natureza da alimentação, modificações na espessura da pele e suas produções provenientes da natureza do clima, etc. Cada uma das variações indefinidas que encontramos na plumagem das aves de nossos prados e matas deve ser o resultado de um efeito convincente. Portanto, se a mesma causa atuasse uniformemente durante uma longa série de gerações, sobre um grande número de indivíduos, provavelmente todos se modificariam da mesma maneira. Fatos como as excrescências complicadas, conseqüência invariável do depósito de uma gota microscópica de veneno fornecida pelo cínipe, provam-nos que modificações isoladas podem, entre as plantas, resultar de uma alteração química na natureza da selva. [sic]

Note-se em particular a última frase, em que “conseqüência invariável do depósito de uma gota microscópica de veneno fornecida pelo cínipe” em ambos os casos traduz “which variably follow from the insertion of a minute drop of poison by a gall-producing insect”, o que chega a ser risível.

1. Original:

All such changes of structure, whether extremely slight or strongly marked, which appear among many individuals living together, may be considered as the indefinite effects of the conditions of life on each individual organism, in nearly the same manner as the chill effects different men in an indefinite manner, according to their state of body or constitution, causing coughs or colds, rheumatism, or inflammation of various organs.

2. Joaquim Dá Mesquita Paul:

Poderiam comparar-se estes efeitos indefinidos aos efeitos de um resfriamento, que afeta diferentes pessoas de modos indefinidos, segundo o seu estado de saúde ou a sua constituição, traduzindo-se nuns por bronquite, noutros por coriza, neste pelo reumatismo, naquele pela inflamação de diversos órgãos. (p. 21)

3. "John Green":

Podemos comparar esses resultados indefinidos aos efeitos de um resfriado, que afeta diferentes pessoas de modo indeterminado, segundo seu estado de saúde ou sua constituição física, traduzindo-se em uns por bronquite, em outros por coriza, neste pelo reumatismo, naquele pela inflamação de um órgão qualquer e assim por diante. (p. 35)

Não menos risível é como "causando tosses ou resfriados" [causing coughs or colds] se transforma em ambos os casos em "traduzindo-se em[n]uns por bronquite, em[n]outros por coriza".

A tradução de Dá Mesquita Paul foi publicada em 1913 pela Lello & Irmãos, e tem sido reeditada constantemente, até hoje. Ela se encontra disponível em vários sites para download, entre outros: http://www.scribd.com/doc/25513543/A-Origem-Das-Especies-Charles-Darwin.

Em relação à tradução de Eugênio Amado, publicada pela EDUSP/Itatiaia (1985), eis alguns exemplos.

1. Original:

But just in proportion as this process of extermination has acted on an enormous scale, so must the number of intermediate varieties, which have formerly existed, be truly enormous. Why then is not every geological formation and every stratum full of such intermediate links? Geology assuredly does not reveal any such finely graduated organic chain; and this, perhaps, is the most obvious and serious objection which can be urged against my theory.

2. Eugênio Amado:

Todavia, na mesma proporção em que este processo de extermínio atuou em escala gigantesca, também deveria ter sido enorme o número de variedades intermediárias outrora existentes no mundo. Por que razão toda a formação geológica e toda a camada sedimentar não se encontram repletas destes elos? Com efeito, a Geologia não nos revela nenhuma cadeia orgânica interligada por elos contínuos, sendo esta, talvez, a objeção mais evidente e ponderável que se possa contrapor à minha teoria.

3. “John Green”:

Mas, na mesma proporção em que esse processo de extermínio atuou em grande escala, também deve ter sido muito grande o número de variedades intermediárias que existiram no mundo. Por que razão toda formação geológica e toda camada sedimentar não se encontram repletas desses elos? A Geologia não revela nenhuma cadeia orgânica interligada por elos contínuos, e nisso, talvez, é que consiste a objeção mais evidente e séria que se possa contrapor à minha teoria.

1. Original:

In the future I see open fields for far more important researches. Psychology will be securely based on the foundation already well laid by Mr. Herbert Spencer, that of the necessary acquirement of each mental power and capacity by gradation. Much light will be thrown on the origin of man and his history.

2. Eugênio Amado:

No futuro distante, visualizo novos campos que se estendem para pesquisas ainda mais importantes. A psicologia irá basear-se num fundamento novo, definido por Mr. Herbert Spencer, o da necessária aquisição gradual de cada faculdade mental. Nova luz será lançada sobre o problema da origem do homem e de sua história.

3. “John Green”:

Entrevejo, em um futuro distante, novos campos que se estendem para pesquisas ainda mais importantes. A Psicologia se baseará num fundamento novo, bem definido pelo Sr. Herbert Spencer, ou seja, o da necessária aquisição gradual de cada faculdade mental. Nova luz será lançada sobre o problema da origem do homem e de sua história.

Adendos:

- “John Green”. É flagrante a quase inexistência de referências a tal pessoa no mundo editorial brasileiro ou em consulta à Internet. Elas se resumem à pretensa autoria de tradução de duas obras, a já citada A origem das espécies e Memórias de Sherlock Holmes de Conan Doyle, pela mesma editora Martin Claret.

Diga-se de passagem que a tradução da obra de Conan Doyle em nome de “John Green” já foi apontada como apropriação ilícita de uma antiga tradução dos anos 1950, publicada pela Editora Melhoramentos, feita por Joaquim Machado. Veja aqui.


- "Chapa Fria": Ademais, como detalhe adicional, essa referida edição d'A origem das espécies pela Editora Martin Claret apresenta irregularidades até mesmo em seu cadastro na Agência Brasileira do ISBN, onde a autoria da tradução é atribuída a outro nome fictício, a saber, “Jean Melville”.


atualização em 16/2/12 - obs.: estes são apenas alguns exemplos a título ilustrativo, extraídos de um extenso cotejo feito entre as traduções, com outras traduções e com o original. veja aqui.



6 comentários:

  1. Como a Martin Claret é criativa ao batizar seus pseudotradutores. E parece ter uma equipe muito competente em achar obras surripiáveis.

    ResponderExcluir
  2. quaquá, verdade! gosta também de nomes com ressonância teutônica, como "leopoldo holzbach", para kant, por exemplo.

    todavia, consta que pietro nassetti existiu mesmo, em carne e osso, e teria falecido em 2006.

    pois é: o segredo é pegar originais em domínio público e traduções de tradutores mortos e de editoras que geralmente já fecharam as portas ou são portuguesas... são as tais obras esgotadas, órfãs e abandonadas, a que a nova proposta de revisão da lei de direito autoral deve atender.

    ResponderExcluir
  3. O 'Homo plagiarius' é praticamente tão antigo quanto o 'Homo sapiens'. Seu campo de atuação é vastíssimo, e.g.:
    http://www.cnnexpansion.com/expansion/expres/2006/12/13/homo-plagiarius
    www.plagiarius.com

    ResponderExcluir
  4. Olá. Me encontrei no seu blog. Já li muitos livros que tive a nítida impressão que a "faltava algo" na tradução. Aqui, percebo que isso é uma realidade, infelizmente. Você pode me indicar a melhor edição d' A origem das espécies? Grato.

    ResponderExcluir
  5. olá, antônio: creio que a única confiável, por ora, é a de eugênio amado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. em tempo: parece que a martin claret substituiu recentemente sua edição fraudulenta, mas não cheguei a consultar a nova edição.

      Excluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.