8 de fev de 2010

mais um gato preto, poe XXX


a editora cedic é responsável pela edição de um pequeno volume chamado contos & histórias, de edgar allan poe, c. 2008. os contos presentes na coletânea são: a camuflagem da morte escarlate, o poço e o pêndulo, o gato preto, o retrato oval e o pipo de "amontillado". traz ainda o poema o corvo, em tradução de machado de assis.

a referida edição não traz imprenta, nem ficha catalográfica, nem créditos, nem nada. na página de rosto apresenta o logotipo "mp", correspondente a matos peixoto, das extintas paumape e germape.


sobre as complexas relações entre cedic, paumape e germape, veja:
por sua vez, a edição da germape, com o mesmo título contos e histórias, consta cadastrada com a data de 2005 na fundação biblioteca nacional, dando como tradutor um misterioso "henry dualib".

não consegui localizar nenhum exemplar impresso dos contos e histórias da germape. mas imagino e tomo como hipótese provável, pelas razões apresentadas nos posts anteriores, que se trata da mesma coletânea.

o que posso afirmar com plena certeza é que a tradução publicada pela cedic não é apócrifa nem do suposto "henry dualib". trata-se de transcrição literal - por plágio ou contrafação - da tradução portuguesa feita por tomé santos júnior, publicada desde 1950 pela editorial verbo de lisboa, na coletânea de nome histórias de mistério e imaginação.

como minha pesquisa versa sobre as edições d'o gato preto publicadas no brasil, incluo aqui, como 25a. tradução, o texto de tomé santos júnior publicado irregular e anonimamente pela editora cedic de belo horizonte, e com grande probabilidade falsamente atribuído a "henry dualib" pela editora germape de são paulo.

veja também:  o gato brasileiro, lista das várias traduções de the black cat publicadas no brasil

8 comentários:

  1. Por favor, estou fazendo um trabalho utilizando a obra Rybayat (Khayamn) tradução de Jamil Almansur Haddad, e como não sei se a Editora Civilização Brasileira ainda existe (ninguem atende no telefone que tenho) procuro o contato com a família do Haddad. Alguem sabe onde posso pesquisar isso?

    Obrigada

    ResponderExcluir
  2. Adriana Chaves8.2.10

    Olá

    Estou em busca dos contatos com a família de Jamil Haddad para conseguir a autorização no uso da obra Kayamamn. Existe um lugar onde fazer essa pesquisas e conseguir esses contatos.
    Não consigo descobrir se a editora Civilização Brasileira ainda existe ( que publoicou a obra em questão), pois ao ligar ninguem atende.

    Obrigada pela ajuda
    Adriana Chaves

    ResponderExcluir
  3. olá, mirando, a civilização brasileira existe, agora como integrante do grupo record. procure os contatos no site de record, que você encontra. em todo caso, o número central é (21) 2585 2000 e vc pode pedir para transferirem para a civ.

    ResponderExcluir
  4. olá, adriana, vide acima. outra via de pesquisa possível é por meio da colônia árabe em são paulo, seja em suas associações e clubes culturais, a câmara de comércio, ou mesmo o depto. de língua árabe na usp. certamente vcs encontrarão quem conheça os familiares de jamil almansur.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Denise. Hoje olhando uns livros velhos (dos tempos de escola) peguei uma edição da coleção "Para gostar de ler" da Ática que tem edições de contos de Poe.

    Não sei se originalmente fazem parte de alguma coletânea, mas eles dão uma lista aqui:

    http://www.atica.com.br/catalogo/autores.aspx?i=8508085672&c=POEEDG

    O volume que tenho aqui, o 12, "Histórias de Detetive", traz tradução de Thou art the man, mas não tem ficha catalográfica, nem atribuição da tradução, embora, estranhamente tenha da revisão de tradução.

    ResponderExcluir
  6. legal, jorge, obg.
    agora, acho uma coisa o fato de nem sequer especificarem o conteúdo!

    ResponderExcluir
  7. aliás, desculpe, tinha passado batido. antigamente, quando se utilizavam traduções portuguesas, colocava-se o crédito para a revisão de tradução, isto é, quem tinha adaptado o português lusitano ao português brasileiro.

    ResponderExcluir
  8. Olá, tem também uma tradução de O GATO PRETO E OUTRA HISTÓRIAS, de Clarice Lispector, pela Ediouro, coleção Elefante. Na capa do livro diz "selecionadas e reescritas por Clarice Lispector". Achei sua ótima página navegando em pesquisa.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.