10 de ago de 2009

histórias clarordinárias


perguntam-me se todas as histórias extraordinárias de allan poe, pela martin plaget, na pretensa tradução do inefável pietro nassetti, foram garfadas das histórias traduzidas por brenno silveira.

sim, essa edição nassetti-claretiana inteira é uma cópia mal e porcamente adulterada, aqui e ali, da tradução de brenno de 1959. apresentei os cotejos apenas de o gato preto e de a queda da casa de usher, mas os mesmos procedimentos foram aplicados aos demais contos, a saber: manuscrito encontrado em uma garrafa, os crimes da rua morgue, a carta roubada, o poço e o pêndulo e o escaravelho de ouro.

alguma hora, só para documentar, publicarei os respectivos cotejos.

imagem: http://almajecta.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.