4 de mai de 2009

o discurso do método para download

a partir de hoje temos disponível para download gratuito na internet o discurso do método de descartes na tradução de jacó guinsburg e bento prado jr., com notas de gérard lebrun, em arquivo digitalizado por eduardo baioni e reprodução gentilmente autorizada pelos detentores dos direitos de tradução.

para acompanhar o histórico deste caso, vejam-se aufklärung digital II e a aufklärung digital , com as autorizações e com os links que remetem a todo o histórico do caso: contexto e descrição da fraude, cotejos entre a tradução legítima e a pseudotradução de "enrico corvisieri", informe sobre retirada de catálogo da edição espúria da editora nova cultural, posição do portal do mec etc.

agora começa o trabalho de distribuição da obra para ser colocada nos sites de ebooks e bibliotecas virtuais. por ora está disponível no scribd (pdf) e no 4shared (rtf). será preciosa a colaboração de todos que puderem divulgar.

imagem: matisse, guache recortado, google images

8 comentários:

  1. agradeço as gentis mensagens de lia levy, do portal de filosofia da ufrgs, e de renato janine ribeiro, da usp.

    ResponderExcluir
  2. agradeço ao prof. roberto romano pela divulgação:
    "Uma boa noticia para quem deseja o texto de Descartes, em excelente tradução. Leia abaixo!"
    em http://silncioerudoasatiraemdenisdiderot.blogspot.com/2009/05/uma-boa-noticia-para-quem-deseja-o.html

    ResponderExcluir
  3. agradeço a miguel duclós, de www.consciencia.org.

    ResponderExcluir
  4. agradeço a rogério basali, da unb.

    ResponderExcluir
  5. Bruno19.2.10

    Denise, por favor, vamos divulgar o arquivo pdf.
    O linnk do 4shared está corrompido.
    obrigado
    Bruno

    ResponderExcluir
  6. Denise, eu gostaria também que os tradutores disponibilisassem - se já não o fizeram - o texto digitalizado da primorosa tradução das Meditações Metafisicas, de Descartes. Se já existir disponivel e vc puder me enviar o li, meu e-mail é ahc@cafeimpresso.com.br. Obrigado

    ResponderExcluir
  7. Anônimo23.7.10

    Não sejamos pretenciosos. Há muito não criamos nada. Apenas mediamos e escrevemos segundo o legado dos grandes pensadores. Digo o último foi KANT.

    Votos de boa sorte

    ResponderExcluir
  8. prezado anônimo, não entendi bem o comentário: descartes é muito anterior a kant.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.