10 de jul de 2010

para lembrar




quem são as pessoas que tiveram suas traduções, notas, introduções surripiadas:

a. ambrósio de pina, s. j.
adolfo casais monteiro
alberto ferreira
álvaro ribeiro
antónio ferreira marques
antonio piccarolo
antônio pinto de carvalho
araújo nabuco
artur morão
bandeira duarte
bento prado jr.
blásio demétrio
boris schnaiderman
brenno silveira
bruno da ponte
cabral do nascimento
carlos chaves
carlos graieb
carlos porto carreiro
casimiro fernandes
costa neves
e. jacy monteiro
eça de queiroz
erwin theodor rosenthal
eudoro de souza
eugênio amado
éverton ralph
fernando de aguiar
fernando carlos de almeida cunha medeiros
floriano de souza fernandes
francisco inácio peixoto
frederico ozanam pessoa de barros
galeão coutinho
gerd bornheim
godofredo rangel
guilherme de almeida
gulnara lobato
hebe caletti marenco
helga hoock quadrado
henrique marques ("pandemónio")
hernâni donato
ieda moriya
isabel sequeira
ivan emilianovitch schawirin
j. oliveira santos, s.j.
jacó guinsburg
jaime bruna
jamil almansur haddad
joão lopes alves
joão ângelo oliva neto
joão baptista de mello e souza
joão paulo monteiro
joaquim dá mesquita paul
joaquim machado
jorge camacho
josé duarte
josé tavares bastos
josé augusto drummond
josé laurênio de mello
josé marcos mariani de macedo
leila villas boas gouvêa
leonel vallandro
leonidas hegenberg
leonor de aguiar
líbero rangel de andrade
líbero rangel de tarso
ligia junqueira smith
liliana rombert soeiro
lívio xavier
lúcia miguel-pereira
lúcio cardoso
luís de andrade
luísa derouet
luiz costa lima
manuel dias duarte
manuel odorico mendes
marcílio marques moreira
marcos santarrita
margarida garrido esteves
maria beatriz nizza da silva
maria francisca ferreira de lima
maria helena rocha pereira
maria irene szmrecsányi
mário quintana
milton amado
moacyr werneck de castro
modesto carone
monteiro lobato
"n. meira"
natália nunes
neide smolka
octany silveira da mota
octavio mendes cajado
olinda gomes fernandes
orlando vitorino
oscar mendes
paulo m. oliveira
paulo quintela
paulo rónai
pedro josé leal
péricles eugênio da silva ramos
ricardo iglésias
rodrigo richter
sarmento de beires
sérgio milliet
silvio deutsch
silvio meira
sodré viana
suely bastos
tamás szmrecsányi
tomé santos júnior
vera pedroso
wilson lousada
wilson velloso
wladimir gomide
ymaly salem chammas

atualizado em 08/07/2010; em 10/09/10; em 28/6/11

6 comentários:

  1. Fátima Aparecida de Oliveira Abbate24.2.09

    É uma tremenda desfaçatez essa história de plágio! Quem o faz não tem a menor idéia das gotas de suor que literalmente pingam de cada livro traduzido. Plágio é crime previsto em lei. Entretanto, no país em que LEVAR VANTAGEM EM TUDO (DESPITE ALL THE HARM IT MAY CAUSE!!!)é a PALAVRA DE ORDEM, why worry? Alguns dos tradutores já estão mortos mesmo e num país sem memória, quem se importaria em procurar descobrir quem traduziu tal ou tal obra quando se pode simplesmente copiá-la e aplicar a LEI DE GERSON, "certo"?
    L-A-M-E-N-T-Á-V-E-L!!! Para dizer o mínimo com um BAITA eufemismo!

    ResponderExcluir
  2. sim, tuca, é revoltante.
    e se vc pensar na permanência de um livro: como não é pãozinho nem roupa, muitas vezes passa de uma geração a outra - uns 50 anos ou mais de duração.
    e se pensar também na superfície de exposição dele, principalmente nas bibliotecas públicas e escolares: 100, 200 leitores por exemplar? no mínimo!
    o efeito cumulativo da desmemória e ignorância histórico-cultural é devastador, e praticamente irreversível.

    é de chorar.

    ResponderExcluir
  3. Surripiadas por quem? quais obras?

    ResponderExcluir
  4. essa praga tá cada vez + disseminada. e.g.:
    http://www.dicasparablogs.com.br/2010/03/denuncie-os-plagiadores-isso-funciona.html

    ResponderExcluir
  5. aqui é uma lista consolidada dos nomes dos tradutores lesados. a relação das obras está em "não recomendo", e os nomes (fictícios ou verdadeiros) dos surripiadores estão em "pseudos".

    os cotejos é que trazem a atribuição de cada um desses dados e as comprovações do "surripio". se quiser localizar a obra respectiva pelo nome do tradutor, basta lançá-lo no mecanismo de busca, no alto da coluna à direita.

    não linkei o cotejo diretamente no nome do tradutor, pois em alguns casos o mesmo foi "surripiado" várias vezes, e mesmo porque o objetivo dessa listagem é apenas consolidar esse dado.

    ResponderExcluir
  6. ah, devo esclarecer que no caso de contrafação não há cotejo, pois a atribuição da tradução é correta, mas a publicação não é autorizada (caso, por exemplo, de guilherme de almeida). esses casos de contrafação também estão devidamente apontados aqui no blog.

    ResponderExcluir

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.