21 de mai de 2008

palimpsesto XIII

Meu caro amigo, que é então o coração humano? Apartar-me de você, que tanto estimo, você, de quem eu era inseparável, e andar contente!

Goethe, Werther, trad. Galeão Coutinho
(atribuída pela Nova Cultural a Alberto Maximiliano)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários anônimos, apócrifos e ofensivos não serão liberados.